terça-feira , 17 outubro 2017
Intenção de consumo na cidade de SP atinge maior nível desde julho de 2015

Intenção de consumo na cidade de SP atinge maior nível desde julho de 2015

Índice subiu 5,2% ante setembro e 8% na comparação com outubro do ano passado, mas ainda está em patamar que significa insatisfação com cenário

A intenção de compras dos paulistanos melhorou em outubro pelo quarto mês seguido e alcançou o maior patamar desde julho de 2015, de acordo com levantamento da FecomercioSP, embora ainda sinalize insatisfação com as condições de consumo.

O índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) alcançou 73,5 pontos no mês passado, alta de 8 por cento frente a outubro de 2015 e de 5,2 por cento em relação a setembro, segundo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Apurado mensalmente, o índice varia de zero a 200 pontos, sendo que abaixo de 100 pontos significa insatisfação e acima de 100, satisfação em relação às condições de consumo.

Para a FecomercioSP, os resultados do ICF de outubro mostram que os paulistanos estão, aos poucos, melhorando avaliações sobre suas condições econômicas, mas pondera que a alta não representa que ocorrerá aumento do consumo neste momento.

“Os pontos fundamentais que farão uma reversão significativa no consumo são: emprego e renda. E isso só deve vir no próximo ano com o esperado aumento dos investimentos”, afirmou a entidade em nota.

Entre os itens que compõem a pesquisa, o destaque foi a forte alta do fator Perspectiva de Consumo, que alcançou 68,1 pontos em outubro, alta de 41,2 por cento na base anual e de 14,1 por cento na comparação mensal.

O item Perspectiva Profissional atingiu 109,3 pontos no mês passado, sendo o único dos itens avaliados acima dos 100 pontos, diante de elevação de 15,8 por cento em relação ao mesmo mês de 2015 e de 2,2 por cento ante setembro.

(Por Paula Arend Laier)

Reuters